IEPS e Governo do Ceará mobilizam gestores com formações do programa “Cuidar Melhor”

Inscrições para capacitação de prefeitos e secretários no estado estão abertas e são destaque na imprensa local.

Até o dia 18 de março, prefeitos, secretários de saúde e técnicos das secretarias municipais de saúde do Ceará podem se inscrever para a primeira formação de gestores públicos do programa “Cuidar Melhor. A iniciativa, pioneira no Brasil, é uma parceria entre o IEPS, a UMANE, entidade da sociedade civil voltada para a promoção da saúde, e a Secretaria de Saúde do Ceará, e tem por objetivo combater as maiores causas de mortes entre os cearenses: a mortalidade Infantil, por Acidente Vascular Cerebral (AVC), infarto e acidentes com motocicletas.

Para divulgar a abertura das inscrições, o diretor de políticas públicas do IEPS, Arthur Aguillar, participou de uma série de entrevistas em jornais e rádios do Ceará, ressaltando a importância do pacto entre o estado e os municípios do Ceará na melhora dos indicadores de saúde:

“O grande desafio – e o ‘Cuidar melhor’ vem para responder a isso – é adaptar nossos sistemas de saúde para que cuidem mais da saúde do que da doença”, disse Aguillar no programa “Debates do povo”, na rádio “O Povo CBN”, de Fortaleza. 

Após os secretários municipais de saúde terem respondido a um formulário sobre os desafios de suas cidades, as formações focam em políticas públicas de saúde efetivas para reduzir a mortalidade. 

“É necessário que os municípios cearenses estudem quais são as razões que estão levando à mortalidade e respondam a isso com políticas específicas, para territórios que têm dificuldades específicas”, disse Aguillar ao jornal “O Povo”.

A formação de prefeitos acontece entre 22/03 e 30/03, de secretários de saúde e técnicos, entre 06/04 a 05/05. As inscrições podem ser feitas neste link. O “Cuidar Melhor” vai incentivar financeiramente a mudança de atitude dos municípios para que, a partir dos indicadores de esforço, sejam geradas alterações positivas nos indicadores de impacto. Além dos incentivos financeiros sobre o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o Programa estabelece uma premiação anual para os municípios que obtiverem os melhores resultados nos indicadores e que venham a realizar práticas mais inovadoras em saúde.