7º “Diálogos IEPS” discutiu Inovação em Saúde

Webinar reuniu especialistas para analisar os gargalos e os caminhos para inovar no atendimento à população

 

A sétima edição do seminário “Diálogos IEPS” tratou do tema “Caminhos não tecnológicos para inovar em saúde nos municípios brasileiros”. O painel foi aberto por Arthur Aguillar, diretor de política públicas do IEPS, e por Evelyn Santos, coordenadora de projetos da Umane, instituição parceira do IEPS. Como painelistas convidados, Priscila Cruzatti, gerente de inovação e saúde digital do Hospital Alemão Osvaldo Cruz; Januário Montone, consultor e ex-secretário da Saúde do município de São Paulo; e Ricardo Valentim, diretor executivo do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Arthur Aguillar apresentou um resumo do Panorama IEPS #3, “Inovação em Saúde no Brasil”, de autoria de Aguillar, Fernanda Leal, Helyn Thami e Victor Nobre, todos do IEPS. O relatório mapeia entraves para inovação acontecer e aponta possíveis caminhos. “É preciso, sobretudo: 1) criar conexão entre inovação e problemas da vida real; 2) ter uma abordagem sistemática à qualidade e mensuração de resultados no sistema, e 3) reconhecer e normatizar inovações nascidas das práticas cotidianas”, diz o documento.

Em seguida Priscila Cruzatti, Januário Montone e Ricardo Valentim expuseram seus pontos de vista, em apresentações individuais. O evento, que durou 1h15, fechou com uma roda de conversas entre todos os participantes, que também responderam perguntas da audiência. A mediação foi do jornalista e consultor Ricardo Gandour.

Assista a seguir à íntegra do seminário, e baixe aqui o Panorama IEPS #3.