Agrotóxico mais usado do Brasil está associado a 503 mortes infantis por ano, revela estudo
Trabalhadores regam agrotóxico em plantação. Foto: Reuters.
Trabalhadores regam agrotóxico em plantação. Foto: Reuters.

Em 2016, as vendas desse produto químico, em milhares de toneladas, foram superiores à soma dos sete outros pesticidas mais comercializados em território nacional.

Estudo realizado por pesquisadores das universidades de Princeton, FGV (Fundação Getulio Vargas) e Insper revela que a disseminação do glifosato nas lavouras de soja levou a uma alta de 5% na mortalidade infantil em municípios do Sul e Centro-Oeste que recebem água de regiões sojicultoras.

“Há uma preocupação muito grande quanto aos efeitos dos herbicidas sobre populações que não são diretamente envolvidas com a agricultura, que não estão diretamente expostas aos agrotóxicos”, observa Rodrigo Soares, professor titular da Cátedra Fundação Lemann do Insper e um dos autores do estudo, ao lado de Mateus Dias (Princeton) e Rudi Rocha, diretor de pesquisa do IEPS.

Leia a reportagem completa no site da “BBC Brasil”