Além da pandemia, falta de campanhas explica queda na vacinação
Cobertura vacinal das doenças para as quais já existem imunizantes disponíveis no País caiu. Foto por: Christiano Antonucci
Cobertura vacinal das doenças para as quais já existem imunizantes disponíveis no País caiu. Foto por: Christiano Antonucci

Menos da metade dos municípios brasileiros atingiu a meta estabelecida pelo PNI (Plano Nacional de Imunizações) para nove vacinas, entre elas as que protegem contra poliomielite, sarampo e tuberculose. O levantamento foi realizado pelo IEPS (Instituto de Estudos para Políticas de Saúde), com base em dados do Ministério da Saúde coletados até o começo de abril.

Mas, de acordo com o economista Arthur Aguillar, diretor de políticas públicas do IEPS, outro fator que explica os números atuais é a falta de estratégias unificadas de comunicação entre governo federal, estados e municípios —já que o SUS (Sistema Único de Saúde) é dividido nesses três níveis.

Leia a reportagem completa no site do jornal “Folha de S. Paulo”