Fórum sobre efeitos na saúde com o novo regime fiscal discute sistema tributário brasileiro
Atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde) Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde) Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O IV Fórum de Debates – Novo Regime Fiscal: Efeitos na Saúde aconteceu nesta sexta-feira (22) e reuniu nomes de destaque da economia nacional. Promovido desde 2016 pelo Conasems, o evento contou com palestra de abertura do ex-presidente do Banco Central do Brasil e fundador do IEPS, Armínio Fraga, tendo como debatedor o economista sênior do Banco Mundial, Edson Araújo.

Fórum sobre efeitos na saúde com o novo regime fiscal discute sistema tributário brasileiro
Foto: LF Barcelos/Conasems

Em sua explanação, Armínio Fraga apresentou pesquisa do Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (Ieps) que revelou que o Brasil precisa aplicar em cerca de um trilhão de reais em saúde até 2060. “A aritmética é dramática porque setores como saúde e educação não têm mais como ter seus gastos reduzidos. O engessamento do orçamento federal é tamanho que não vai ser possível chegar a uma solução fiscal no país sem mexer na parcela que está engessada”, disse Fraga.

Leia mais no site do Conselho Nacional de Secretários de Saúde