Novas tecnologias baseadas em ciência de dados possibilitam aumentar a eficiência dos processos nesse setor, reduzir gastos com insumos e melhorar a prestação de serviços à população, avaliam especialistas em evento na FAPESP (foto: Felipe Maeda / Agência FAPESP)
Novas tecnologias baseadas em ciência de dados possibilitam aumentar a eficiência dos processos nesse setor, reduzir gastos com insumos e melhorar a prestação de serviços à população, avaliam especialistas em evento na FAPESP (foto: Felipe Maeda / Agência FAPESP)

Os gastos com saúde crescem exponencialmente em todo o mundo e, segundo relatório recentemente divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), já equivalem a 10% do Produto Interno Bruto (PIB) global.

Na avaliação de especialistas, a eScience – termo usado para se referir às pesquisas multidisciplinares que lidam com grandes volumes de dados ou usam métodos computacionais sofisticados – pode ser uma ferramenta para aumentar a eficiência dos processos nesse setor, reduzir gastos com insumos e melhorar a prestação de serviços à população.

A avaliação foi feita pelos participantes do evento “Ciência e inovação digital em saúde”, realizado no dia 2 de outubro na sede da FAPESP, incluindo o diretor de pesquisa do Instituto de Estudos para Políticas de Saúde.

Leia mais no site da Agência FAPESP