Novo epicentro mundial da COVID-19 pode ser ainda pior
Durante meses, a América Latina viu o resto do mundo sofrer com a disseminação do coronavírus. A região, porém, não é mais um espectadora apenas. Imagem: CNN.
Durante meses, a América Latina viu o resto do mundo sofrer com a disseminação do coronavírus. A região, porém, não é mais um espectadora apenas. Imagem: CNN.

Meses depois de emergir de uma província chinesa relativamente obscura, o olho da tempestade viral pousou firmemente na América Latina. Existem cerca de 920.000 casos confirmados de coronavírus e quase 50.000 mortes nos 33 países da região, mas esses números estão aumentando rapidamente.

À medida que novas mortes e casos caem nos Estados Unidos, Europa e Ásia, a América Latina agora se destaca como a única região do mundo onde o surto está inequivocamente atingindo novos patamares.

Em um artigo de 19 de março para o “New York Times”, Miguel Lago, diretor executivo do Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (IEPS), escreveu que a América Latina não estava preparada para o vírus e que a região poderia eventualmente se tornar pior do que a Europa.

Leia a reportagem completa, em inglês, no site da “CNN Filipinas”