Ocupar o 13 de maio, para abolir as desigualdades raciais na saúde
Arte: Tiago Botelho (SE/UNA-SUS)
Arte: Tiago Botelho (SE/UNA-SUS)

É preciso um olhar crítico ao 13 de maio, considerado o Dia da Abolição da Escravatura. Faz-se necessário ocupar essa data simbólica não apenas para refletirmos quais práticas precisamos abolir nos dias atuais, mas também para buscar reconhecer que a “abolição inconclusa” traz consequências perversas e nefastas ainda hoje à população negra.

Leia o artigo na íntegra no blog “Saúde em Público” clicando aqui. O blog é hospedado no site do jornal “Folha de S.Paulo” e tem curadoria do IEPS. É um espaço dedicado às vozes da saúde, que trazem dados e evidências para embasar políticas públicas no setor.