Por que importa vacinar rápido quem tem doenças crônicas
Agente de saúde mostra seringa após aplicação de dose de contra a Covid-19, em Duque de Caxias, Rio de Janeiro. FOTO: Ricardo Moraes/Reuters
Agente de saúde mostra seringa após aplicação de dose de contra a Covid-19, em Duque de Caxias, Rio de Janeiro. FOTO: Ricardo Moraes/Reuters

Com o avanço da vacinação de brasileiros com comorbidades, doenças que aumentam o risco de quadro grave da COVID-19, pessoas inseridas nesse grupo relatam ter dificuldades para se imunizar, seja por falta de informações, por obstáculos para obter atestados ou por viverem constrangimentos.

Leia a reportagem completa no site do “Nexo Jornal”