Raça é fator que interfere acesso à saúde, apontam pesquisas
Foto: Elói Corrêa/GOVBA
Foto: Elói Corrêa/GOVBA
Raça é fator que interfere acesso à saúde, apontam pesquisas Ouvir o texto

O acesso à saúde no Brasil, mesmo que seja um direito universal segundo a Constituição do país, ainda não é igualitário para grupos historicamente marginalizados, como a população negra. A constatação é baseada em diferentes estudos feitos no Brasil, mas é uma realidade também observada em outros países, constatam pesquisadores.

Leia a reportagem completa na Folha de S. Paulo