Rumo ao interior: coronavírus já circula em 397 municípios além das capitais e regiões metropolitanas
Avaré, em São Paulo: apesar de cidade estar na fase 3 na reabertura, Prefeitura decidiu por conta própria adotar regras da fase 2, mais rígidas (Pixabay/Reprodução)
Avaré, em São Paulo: apesar de cidade estar na fase 3 na reabertura, Prefeitura decidiu por conta própria adotar regras da fase 2, mais rígidas (Pixabay/Reprodução)

Um mês após a confirmação do primeiro caso do novo coronavírus no interior do país, 397 municípios fora as capitais e cidades das regiões metropolitanas já registram contaminação pela COVID-19, segundo levantamento do GLOBO com o auxílio das bases de dados Brasil. IO e Lagom Data.

Em uma nota técnica sobre a situação de alocação de UTIs durante a crise do novo coronavírus, publicada no último dia 22, pesquisadores do Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (IEPS) alertaram para a distribuição desigual de equipamentos hospitalares e leitos de UTI pelo interior do Brasil. De acordo com o estudo, um terço das 450 regiões de saúde do país — divisões adotadas pelos estados para planejar recursos e atendimento às populações locais, com grupos de cidades próximas — não contavam com leitos de UTI na rede pública antes do início da pandemia. Além disso, oito regiões de saúde sequer contavam com respiradores, equipamento essencial em casos graves.

“O atendimento regionalizado se mostra mais eficiente para o sistema e o investimento público. Há um fluxo entre as cidades pequenas para as cidades-polo e temos limitações de recursos humanos e materiais”.

Leia a reportagem completa no site do jornal “O Globo”