Saúde mental nas escolas deve ser prioridade
Alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O tema da saúde mental no Brasil ganhou força no debate público nos últimos anos. Segundo o Observatório da Atenção Primária em Saúde, durante a pandemia de Covid-19 os casos de depressão aumentaram 41%. Quando o assunto é violência nas escolas, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo registrou 4.021 agressões físicas só nos dois primeiros meses do ano letivo de 2022— 48,5% a mais que no mesmo período de 2019, antes da crise sanitária.

Leia o artigo de Rebeca Freitas (IEPS), Maria Fernanda Resende Quartiero (Instituto Cactus) e Helena Altenfelder (Cenpec) na íntegra no site do jornal O Globo.