"Sem o SUS, é a bárbarie": 3 motivos para não esquecer a pandemia de Covid-19
Foto: Cristine Rochol/PMPA
Foto: Cristine Rochol/PMPA

Há três motivos para termos em mente e nunca mais esquecermos da pandemia de Covid-19 no Brasil. O primeiro de ordem técnica, o segundo de ordem contábil e o terceiro de ordem moral.

O primeiro é que a pandemia acabou, mas o Covid-19 está vivinho da silva! De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), pandemia é a “disseminação mundial de uma nova doença“. Ora, é verdade que a disseminação se fragmentou e a doença não é mais “nova”, mas o coronavírus ainda circula no Brasil, infectando as pessoas e, às vezes, matando. A Covid-19 ainda é uma das principais causas de morte no Brasil, e apresenta desigualdades regionais importantes. Depois de liderar o ranking de mortalidade em 2020 e 2021 e cair para o segundo lugar em 2022, a infecção por Covid-19 representa, em 2023, a quinta causa de mortalidade do país. Entre janeiro e junho deste ano, cerca de 10 mil pessoas morreram em decorrência da Covid-19, mais do que doenças como diabetes e muitos tipos de câncer. E não custa nada lembrar que – mesmo sem gerar novas pandemias – novos ciclos epidêmicos podem acontecer em decorrência da queda na taxa de vacinação ou pelo surgimento de novas cepas. Não dá para baixar a guarda.

Leia o artigo completo do blog Saúde em Público, uma parceria do IEPS com a Folha de S. Paulo.