Senador Luis Carlos Heinze. Foto: Agência Senado.
Senador Luis Carlos Heinze. Foto: Agência Senado.

Mentiroso. Foi assim que o senador Omar Aziz (PSD-AM) qualificou o senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) na semana passada. Pouco tempo depois, o presidente da CPI pediu desculpas ao colega. Agiu bem: não se pode acusar alguém de mentiroso sem apresentar provas. Paradoxalmente, o próprio Heinze tem se dirigido de maneira acusatória sem apontar evidências contra estudos respeitados. A seguir, intervenções infelizes do senador sobre dados e estudos científicos que ele qualifica como “fraudulentos”.

Leia o artigo completo do diretor executivo do IEPS, Miguel Lago, na coluna “A hora da ciência na CPI”, no site do jornal “O Globo”.