Valorizado durante a pandemia, SUS ainda precisa de mais atenção, afirma Arminio Fraga
Arminio Fraga, fundador do IEPS. Foto: Leo Pinheiro/Valor
Arminio Fraga, fundador do IEPS. Foto: Leo Pinheiro/Valor

Nos próximos 20 a 30 anos, o Brasil terá de aumentar em três ou quatro pontos do PIB o seu investimento em saúde. A projeção está no primeiro estudo do Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (IEPS). O órgão foi fundado recentemente pelo economista Arminio Fraga, ex-presidente do Banco Central, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento das políticas públicas do setor de saúde no Brasil.

“Temos um sistema de saúde subfinanciado. O que se percebe é que a saúde pública não tem sido prioridade: quanto e como gastar não aparecem no debate público sobre o que fazer com o nosso dinheiro”, afirma o especialista, que participou do “Summit Saúde 2021”, com a palestra “Caminhos para o Sistema de Saúde”.

Leia a entrevista completa do fundador do IEPS, o economista Arminio Fraga, no site do jornal “O Estado de S. Paulo”