Gasto e eficiência desafiam próximo presidente a tirar saúde do topo das queixas
Pacientes nos corredores do Hospital de Urgencias de Sergipe, em Aracaju. Foto: Adriano Vizoni/Folhapress
Pacientes nos corredores do Hospital de Urgencias de Sergipe, em Aracaju. Foto: Adriano Vizoni/Folhapress

“Uma análise do Ieps (Instituto de Estudos para Políticas de Saúde), batizada de Agenda Mais SUS, aponta seis desafios para melhorar a saúde pública. O primeiro é o baixo nível do gasto público na área. O país precisa saltar de 3,8% do PIB para 5% até 2026 e 6% até 2030.”

Leia a matéria na íntegra no portal da Folha de S. Paulo.