Os determinantes sociais da saúde, em 5 pontos
Casal de idosos passeia em parque. Foto: Charles Partieu
Casal de idosos passeia em parque. Foto: Charles Partieu

Saúde, renda e privações ou traumas na primeira infância, podem ter maior influência na saúde populacional do que os próprios tratamentos médicos. A primeira infância — muitas vezes ignorada como fator atuante em longo prazo — e a conclusão do ciclo educacional têm repercussões significativas durante a vida adulta, podem influir em processos de saúde mental e moldar comportamentos. Os conhecimentos acerca dessas variáveis representam uma nova forma de pensar políticas públicas para a universalização da saúde e ampliação da expectativa de vida.

Leia o texto, na íntegra, do diretor de políticas públicas do IEPS, Arthur Aguillar no site “Nexo Políticas Públicas”