15 dezembro 2021 quarta

Diálogos IEPS

#5 – Pandemia, participação social e políticas para a saúde da população negra no Brasil

Webinário promovido pelo IEPS debateu como as lacunas nas políticas de saúde do País geram desigualdade de acesso e mortalidade maior entre os negros

atualizado em 06 de julho de 2022

O Sistema Único de Saúde (SUS) é a única alternativa de suporte médico para grande parte da população negra no Brasil. No entanto, lacunas de atendimento ainda impedem que o serviço seja equânime e de qualidade para quem mais depende do SUS. O resultado é uma mortalidade maior entre negros, em comparação aos brancos no País, e exacerbada pela pandemia de Covid-19.

Com o objetivo debater a desigualdade social e racial no acesso à saúde de qualidade, o tema da quinta edição do “Diálogos IEPS” foi “Pandemia, participação social e políticas para a saúde da população negra no Brasil”.

#5 – Pandemia, participação social e políticas para a saúde da população negra no Brasil
Quinta edição do “Diálogos IEPS” debateu saúde negra no Brasil. Imagem: reprodução internet

A Covid é a doença; a pandemia é outra história, em que há acesso a recursos que são diferentes e determinados pela questão étnica e racial

Luana Araújo

O papel do IEPS, como entidade da sociedade civil, nesse debate é considerar as especificidades e as demandas da população negra em estudos que abordam o aprimoramento da gestão e da formulação de políticas públicas para a saúde. Em 2022, o IEPS vai ter uma Cátedra de pesquisa voltada para estudos em demografia e saúde da população negra, em parceria com o Instituto Çarê.

Assista na íntegra
  • Edna Araújo

    Professora titular da UEFS e coordenadora do GT Racismo e Saúde da ABRASCO

  • Ionara Magalhães

    Professora da UFRB e membra do GT Racismo e Saúde da ABRASCO

  • Luana Araújo

    Médica infectologista pela UFRJ e consultora no Hospital Albert Einstein

  • Maria Letícia Machado

    Coordenadora de Programas do IEPS